---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde
Programa "Medicamento em Casa" é lançado nesta segunda-feira (8)

Publicado em 08/07/2019 às 17:01 - Atualizado em 08/07/2019 às 17:01

Proporcionar a continuidade da atenção em saúde, ampliar a adesão ao tratamento medicamentoso de pessoas com doenças crônicas, através do acesso facilitado aos remédios de uso contínuo, são os principais intuitos do programa “Medicamento em Casa”, lançado para toda a comunidade camponovense nesta segunda-feira (8), na Biblioteca Pública Municipal.

O Programa “Medicamento em Casa” é destinado exclusivamente aos moradores do município de Campos Novos, cadastrados em uma das unidade de saúde da rede municipal. Os usuários que desejarem aderir ao Programa, devem preencher, pelo menos, um desses requisitos: Pessoas idosas (acima de 60 anos) com diagnóstico de ao menos uma doença crônica e pessoas de qualquer idade, com dificuldades de locomoção, desde que sejam usuárias de pelo menos um dos medicamentos de uso contínuo do elenco do “Medicamento em Casa”.

Conforme explicou a farmacêutica da Farmácia Municipal, Eliane Torri Furtado, o programa será implantado em etapas, onde as ESF’s serão incluídas aos poucos para facilitar a execução do “Medicamento em Casa”. Os pacientes da Estratégia de Saúde da Família- ESF Santo Antônio serão os pioneiros na execução do Programa. “Pedimos que os pacientes interessados, que se encaixem nos requisitos, façam a sua inscrição e assinem ao termo de adesão, até o dia 31 de julho, na própria unidade de saúde. A expectativa é que as entregas aconteçam a partir do dia 12 de agosto”, explicou.

O Prefeito Silvio Alexandre Zancanaro, comentou que as equipes estão trabalhando desde 2017, para a implantação do programa. “É uma satisfação muito grande para a Administração Municipal e Secretaria de Saúde poder lançar este programa que beneficiará muitas pessoas. Um trabalho desenvolvido a várias mãos, por isso agradecer ao empenho e dedicação de todos os envolvidos”, pontou.

A expectativa é que até o início de 2020 o Programa seja estendido para todas as localidades, incluindo o interior. A farmacêutica ainda reforçou que os “medicamentos do componente especializado, Medicamentos do Componente Estratégico (tuberculose, hanseníase, malária, DST/AIDS), medicamentos psicotrópicos (Portaria 344/98), medicamentos fornecidos a usuários em cumprimento de determinação judicial, medicamentos para uso ocasional, medicamentos termo lábeis (insulinas) e medicamentos antitabagismo, não serão incluídos no Programa ‘Medicamento em Casa’”, disse.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar