---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Agricultura
Secretaria de Agricultura implanta Programa de Inseminação Artificial em vacas de leite e corte

Publicado em 15/01/2020 às 14:55 - Atualizado em 15/01/2020 às 14:58


Créditos: Internet Baixar Imagem

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente juntamente com a Administração Municipal desenvolveu o Programa de Inseminação Artificial em Tempo Fixo - IATF em vacas de leite e corte. O programa tem base na produção de leite e corte do município de Campos Novos, e prevê o melhoramento genético, maior viabilidade dos animais e, consequentemente, melhor qualidade dos animais e da produção, melhorando os ganhos do produtor e a qualidade de vida.

Campos Novos é conhecido como o “Celeiro Catarinense” onde a produção de grãos é destacada, sendo que a produção de leite e de gado de corte do município também ganha ênfase. Atualmente há uma produção de leite de aproximadamente 78 mil litros/dia, e um total de rebanho entre corte e leite de 56.400 animais.

O programa é baseado em uma biotecnologia que permite inseminar um grande número de vacas no mesmo dia e hora pré-determinadas, sem a necessidade de observação de cios, sendo uma técnica que visa facilitar o manejo da inseminação artificial, reduzindo a mão-de-obra e concentrando as atividades. O projeto prevê o uso do protocolo de IATF em 500 animais do município.

De acordo com a Médica Veterinária, Elediane Bortoli Dalmutt, a realização deste trabalho é de extrema relevância. “Um trabalho de caráter social, científico e principalmente produtivo, vindo a contribuir para o desenvolvimento das atividades dos agricultores familiares, proporcionando novas expectativas e perspectivas”, ressaltou ela.

Até o momento foram inseminados em torno de 200 animais, sendo que os sêmens utilizados, variam de acordo com o que o produtor já possui em sua propriedade.

Segundo o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, João Batista Ramos de Almeida, este projeto vem de encontro aos produtores que não tem acesso a programas como este. “Através de reuniões com os agricultores, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, levantou a necessidade de apoiar os pequenos produtores, tendo em vista as dificuldades de melhoramento genético dentro de suas propriedades”, destacou.

Os produtores interessados podem realizar a inscrição na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, tendo em mãos o bloco de produtor rural e o inventário de seus animais emitido pela CIDASC para comprovação do limite de animais que é de 35. Após esse processo, é necessário aguardar a visita da veterinária para dar início aos protocolos.